terça-feira, 30 de setembro de 2008

PROFECIAS RUIVAS

Vou fazer duas profecias: a primeira é que o longa-metragem do Selton Mello, Feliz Natal, que estréia amanhã no Cine Palácio, pelo festival do Rio será um sucesso. O filme conta à história de Caio, um homem de 40 anos, que trabalha em um ferro-velho no interior. Com a proximidade do Natal, ele faz um balanço de sua vida e decide viajar para a capital. Caio encontra o seu irmão Theo, cujo casamento está em crise. Seu pai tem uma esposa de caráter duvidoso e sua cunhada Fabiana está perdida entre as frustrações do casamento. A presença de Caio altera à vida de todos. A primeira profecia foi dada. Ah! Você quer saber a segunda? É que o ruivo e produtor musical, Plínio Profeta, vai fazer um sucesso com a trilha sonora do filme de Selton Mello e fará maior sucesso ainda em nosso blog. O som do cara é ruivo mesmo, bacana! E pode ser ouvido nesse ícone aí do lado. Ousa o som. Escreva um comentário dizendo o que você acha da música de Plínio Profeta. Escreva!!!

FALSAS RUIVAS

Em entrevista ao Multishow no dia 23/10/2008, Ana Paula Arósio revelou que para comprar imóveis anda se disfarçando. “Só assim os corretores não aumentam o preço do imóvel”, disse Ana Paula, feliz dá vida. Agora, imaginem de que ela se disfarça? De ruiva. É isso mesmo, ela coloca uma peruca ruiva, constrói um personagem e sai por aí pedindo desconto em tudo que é imobiliária. Dá última vez que foi comprar seus aps, com o disfarce de ruiva, levou três de uma vez só. Outra que fiquei sabendo que gosta de dar uma de ruivinha, para sair na rua, é a XuXa. Rainha dos Baixinhos. Cuidado! Quando achar uma ruiva na rua, sem muitas sardas, procurando imóvel ou passeando no shopping, fique alerta: pode ser falsa ruiva.

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Joaquim falou de nós


Ontem, ao abrir o segundo caderno do jornal O Globo, tive uma surpresa. Lá estava duas, não uma, mas duas notinhas falando sobre o nosso Movimento ruivo. Fiquei estatelado. Minhas sardas pulavam, afinal, falar de ruivo na Brasil é sinal que o fim do Mundo está próximo. Melhor parar de falar de Armagedom. Já não basta a Igreja católica ou os artistas contratados por ela, que representavam Eva e o criminoso Caim, como um de nós. Salvo pelo colunista, Joaquim dá um viva aos ruivos e ajuda a divulgar nosso Movimento Vermelho. Nosso salvador talvez seja ruivo e esteja disfarçado para não perder seu emprego no jornal. Não conheço colunistas ruivos. Será que ruivo não pode ser formador de opinião? Ah! já sei. A mídia pensa que a opinião do ruivo já vem Manchada, cheia de sardas e melada com protetor solar. Ou então, que temos uma opinião branca sem nada pra dizer. Sabemos que isso não é verdade, Joaquim também sabe. E deu um viva merecido para nós. Bem informado, como deve ser um colunista, sabe que somos menos de 4% em todo o mundo. No Brasil, menos de 1%. Salve, salve os ruivso do Brasil. E viva os Ruivos

domingo, 28 de setembro de 2008

PARTICIPE


Sou um excluído. Não sou negro, não sou índio, não sou pardo. Mas ser ruivo nesse país é motivo de chacota, segregação. Por que não há um candidato ruivo nessas eleições? É cota pra negro, reserva pra índio, cadê a cota dos ruivos? Você sabia que estudos indicam que o ruivo é uma espécie em extinção prevista para sumir do planeta até 2060? Que ser ruivo é ser visto como gringo que não sabe sambar, desde criancinha atormentada por apelidos como Ferrugem, cenourinha ou arroto de Fanta?

Foi pensando nestas questões que estamos lançando o Movimento Vermelho, que, através das artes, pretende denunciar a exclusão social das pessoas ruivas. O marco inicial da campanha será no dia 4 de outubro, a partir das 16h, no Espírito do Chopp, na Cobal do Humaitá. No local, o ator e produtor cultural Pedro Monteiro, ruivo de carteirinha, vai receber de braços abertos seus companheiros e trocar histórias.

Aqueles que desejarem poderão gravar depoimentos para serem incluídos num documentário e no grande arcabouço de histórias, imagens e sensíveis relatos que dará forma à peça "Os Excluídos", que estréia dia 30 de outubro, no Espaço Sérgio Porto. Os ruivos participantes receberão ingressos para a peça e a camiseta do movimento. Para participar, entre no blog osexcluidos2008.blogspot.com. Ou envie e-mail para osexcluidos2008@gmail.com.

PRECISAMOS TER O DIA DOS RUIVOS NO BRASIL




No dia 07 de novembro a cidade holandesa de Breda comemorou o dia dos Ruivos, cerca de 2500 ruivos juntaram-se para que o pintor Bart Rouwenhorst pudesse pintar e fotografar os Ruivos. “Eles são raros e especiais. O tom de pele é completamente diferente e por isso extremamente difícil de pintá-los com realidade”, explicou Bart. Aqui no Brasil o ruivo se quer é lembrado. Tem até vereador defendendo a causa dos cachorros, não tenho nado contra cães, adoro eles, mas será que nenhum vereador vai lembra da gente? Quando teremos o dia do ruivo no Brasil? Que tal, dia 04/10/2008, dia da concentração do Movimento Vermelho.

domingo, 21 de setembro de 2008

Estudos genéticos mostram que Neanderthals podem ter tido cabelos ruivos


Os cientistas do Instituto Max Planck para Antropologia Evolucionária, em colaboração com seus colegas nas Universidades de Leipzig e Barcelona, descobriram que um por cento dos Neanderthals na Europa tinham cabelos ruivos. Os pesquisadores rastrearam a cor dos cabelos dos Neanderthals por meio da análise genética: primeiro, eles tentaram multiplicar um pedaço do gene mc1r de um extrato de DNA de Neanderthal. Ao fazer isto, eles encontraram uma variante que jamais tinha sido observada em humanos modernos.

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

PARA RUIVOS E NÃO RUIVOS

Já foi o tempo que exclusão era somente para negros e índios. Hoje, todas as raças e movimentos querem seu espaço. O Movimento Vermelho criou a peça: “Os Excluídos” de Leonardo Neves e Pedro Monteiro. O texto fala sobre a exclusão do ruivo na sociedade e discute quem é ou não é ruivo. A discussão acaba levando os atores a interagir com o público para encontrar uma definição. Os autores estão à procura de atores e não atores ruivos para interpretar o quarto personagem do elenco.

O escritor e ator Pedro Monteiro fala com entusiasmo do Movimento Vermelho. “A peça não é só uma forma de se falar sobre as particularidades de ser ruivo. É uma manifestação sobre a exclusão, que vai trabalhar fotografia, vídeo e performance”, disse Pedro ao levantar a bandeira do Movimento Vermelho que dará origem ao Manifesto Vermelho. Vários movimentos surgiram a partir de manifestações artísticas, o próprio Modernismo Brasileiro, na década de 20, criou o Manifesto Antropofágico, de Oswald de Andrade. “Além da peça, o Movimento Vermelho pretende gravar vídeos com as poucas personalidades brasileiras ruivas que existem, como: Ferrugem, Jonas Bloch, Maurício Sherman e outros. O objetivo é mostrar a exclusão de outro grupo esteticamente considerado “diferente". O foco ainda é o mesmo: conviver com as diferenças mantendo a igualdade.” Comenta o escritor Leonardo Neves que, diga-se de passagem, é negro.

Os Excluídos trás com humor e irreverência a exclusão de um grupo, que poderia ser o seu. Você sairá do teatro abraçado à causa de um Movimento Vermelho, cheio de sardas e pele branquinha. Não perca, no Espaço Sérgio Porto, no dia 30 de Outubro: “Os Excluídos” para ruivos e não ruivos.