sexta-feira, 17 de outubro de 2008

ECONOMIA RUIVA

Eu procuro ser bem informado e fico preocupado quando a mídia fala de crise econômica e queda nas bolsas de todo o mundo. Vejo com grande receio essa comparação entre crise de 29 e a crise financeira que o assola as grandes economias. Comparar a crise de 1929 com a crise financeira atual é a mesma coisa que comparar um ruivo legítimo, com seus cabelos avermelhados e pele cheia de sardas até o cotovelo, com uma menina que pinta os cabelos de vermelho e não vai à praia para ficar bem branquinha. São coisas completamente diferentes.

Em 1929 tivemos uma crise de superprodução gerada pelo pós-guerra, havia poucas economias estáveis no mundo. A crise atual, como todos sabem, é uma crise gerada pelos bancos de seguro americano e prevista até por Karl Max, em ciclos de crises do capitalismo. A crise acontece não por falta de previsão, pois o prêmio Nobel de economia, Paul krugman, também previu a crise, se não me engano, 10 anos antes.
Esse papo chato de economia só serve para avaliar uma coisa: Haverá um aumento de preço no protetor solar? Não que eu não me interesse por economia, mas devo ficar atento ao produto mais usado por um ruivo: o protetor solar. -Esse eterno companheiro que nos protege todos os dias.

Nivea Sun, Sundown, Banana Boat, Coppertone e Sunblock são marcas importadas, o que pode fazer o preço do protetor solar aumentar em função do aumento do dólar.
Só de pensar que o produto que mais usamos pode elevar seu preço, já me dá medo. Com o calor que vêm fazendo e sol que anda mais quente que cabeça de economista. Vou fazer pesquisa de preço antes de comprar meu protetor. Afinal, a taxa de juros sobe, as bolsas de valores descem, porém a saúde deve estar sempre em alta.

Nenhum comentário: