domingo, 2 de novembro de 2008

ESTRANHAMENTO


Uma coisa que todos me pergunta: - é se as pessoas da platéia que interromperam a peça faziam parte do elenco. Eu respondo: claro que não! As pessoas ficaram à vontade para dar seus depoimentos, em relação aos ruivos, esse era o objetivo da peça. A diretora trabalhou o lado intimista da peça, ou seja, o texto deveria ser dito para o público como se fosse um bate-papo, uma conversa intima: ator, público, ator. Esse tom de conversa é que possibilita as pessoas a sentir vontade de entrar na peça e contar suas experiências em relação aos ruivos. Na nossa estréia teve várias intervenções. No meio da fala Pedro foi interrompido com um grito: - Pedro! Eu ganhei um Falco. Quando abri a caixa percebi que os cabelos do Falcom eram ruivos e disse: - logo o meu veio com defeito. Dida repreendeu o rapaz dizendo: - muita coragem sua dizer isso aqui na peça feita para os ruivos, rapaz. Risos e aplausos surgiram. Logo depois, o rapaz se manteve quieto a peça toda. Mais tarde descobri que ele mandou um e-mail para o Pedro pedindo desculpas pela intervenção. Ele acha que estragou a peça. Que nada! Meu amigo, seu comentário faz parte do jogo, do Jogo de Cena.

Nenhum comentário: