terça-feira, 17 de novembro de 2009

DIÁRIO DE TURNÊ ( SESC GRAVATAÍ)



Primeira coisa que fizemos, foi retirar o cenário do nosso depósito. Isso é uma coisa que nos preocupa bastante, porque o transporte de teatro para teatro desgasta o material. No aeroporto, fomos surpreendidos com o atendente da Azul Linhas aéreas (Transportadora oficial da Caravana Vermelha) que é ruivo e já havia assistido a peça. A viagem foi ótima. O teatro do SESC de Gravataí é uma referência. Tem dois anos no máximo. Moderno, amplo e com mais de 700 lugares. A peça pela primeira vez saiu do Estado do Rio de Janeiro. Isso nos preocupava um pouco, não sabíamos como seria a recepção. Foi bem bacana. Atentos, ouviram e riram das nossas histórias e, além disso, entenderam que a peça é feita pra todos. É a visão do preconceito visto pelos olhos dos ruivos. Companheiros vou parar por aqui. 02h40min da madruga. Amanhã partirmos para outra cidade: Campo Bom.


Pedro Monterio

Nenhum comentário: