quarta-feira, 27 de abril de 2011

Peça "Os Ruivos" homenageia o personagem Pedro Pochete





Os Ruivos - Pedro Monteiro e Dida Camero. Trecho Adocica no Teatro Tobias Barreto em Aracaju-SE dia 17-04-2011.

"Os Ruivos" em Aracaju

         Entrevita TV Globo de Aracaju Pedro Monteiro CLICK AQUI

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Diário de bordo ( Fim da temporada Sergipe)


Uma das coisas mais incríveis do teatro é que é necessário muito pouco para que ele aconteça. E essa “coisa” existe em qualquer lugar do mundo: O HOMEM. E no jogo teatral esse homem pode exercer dois papéis: O do ator ou o da platéia. Sem isso não há como ter teatro. Pois o teatro é feito do homem para o homem sobre o homem.
Um dos momentos em que percebi que era isso que eu queria fazer na vida, foi quando ao assistir uma peça percebi a minha vontade e o desejo de estar  no palco contando algo para alguém. No caso dessa peça, que assisti, esse alguém era eu. No caso de fazer a peça “Os Ruivos” esse alguém são todas essas pessoas que já assistiram alguma das 160 apresentações que já fizemos pelo Brasil. Não há dinheiro no mundo que pague a alegria que eu tenho ao ver  o público no teatro e, além do mais, que há dentro desse público pessoas que NUNCA viram teatro. Nesses encontros é que começamos a ter noção do papel que o teatro pode ter, por isso temos vontade e desejo de levar essa história pra qualquer lugar onde haja alguém interessado a trocar com a gente. Democracia de acesso a cultura pra nós é isso. Por isso, continuamos com o objetivo de levar a nossa Caravana Vermelha (Movimento e peça) para onde for possível, sem distinção de região, estado, município.
Assim faço questão de registrar e agradecer a todos os municípios e seus moradores pelo carinho com a nossa caravana. A idéia de escrever essas palavras tortas vem desde domingo com o fim da temporada por Sergipe onde fomos MUITO bem tratados e alimentados (engordei três kilos, rsrs)
Aracaju - SE
Capela - SE
Estância - SE
Laranjeiras - SE
Itajaí - RS
Gravataí - RS
Campo Bom – RS
São Leopoldo – RS
Carazinho – RS
Passo Fundo – RS
Flores da Cunha – RS
Taquara – RS
Friburgo – RJ
Três Rios – RJ
Niterói – RJ
Rio de Janeiro - RJ

Pedro Monteiro



quinta-feira, 21 de abril de 2011

Caravana Vermelha Sergipe – Aracaju


                                                                Diário de Bordo.


     Nossa última apresentação foi um presente para todos nós. Primeiro é uma honra se apresentar em um teatro tão bonito como o Tobias Barreto. Em segundo lugar comemoramos a apresentação de número 160 da peça e, por último, era aniversário do Goia, o nosso iluminador e operador de som. A sessão foi muito boa, modéstia à parte. As pessoas participaram e interagiram nos momentos importantes. Alguns amigos na platéia fizeram com que a sessão ficasse bem agradável. A equipe que nos recepcionou merece nossos agradecimentos. Obrigado Villela e Túlio. Antes, saímos para dançar no Forró do Cabrunco, almoçamos num lugar bem gostoso e nos divertirmos muitos. Fico com saudade já de Sergipe. Em seis meses já fui até lá três vezes. Ô lugar gostoso. E a Caravana continua.

Mês de maio estaremos de novo em cartaz.

Acompanhe-nos aqui ou através do site: www.osruivos.com.br


quarta-feira, 20 de abril de 2011

CARAVANA VERMELHA – SERGIPE/ CIDADE: CAPELA



Diário de bordo

Primeira vez nessa peça que nos apresentamos para pessoas no meio da rua. O teatro de Capela com 240 lugares estava lotado. Liberamos e mais 30 pessoas ficaram no chão. Só que, quando acabou a missa, as pessoas vieram e pediram para assistir na janela. Isso mesmo, na janela.  Abrimos as janelas e as pessoas na rua ficaram vendo a peça “Os Ruivos”. Mais um momento único nesse circuito por Sergipe.  Ao final eram 270 dentro do teatro e mais 20 na rua. Foi incrível. O teatro era bacana e curiosamente  havia atrás do palco  uma pequena casa para nós descansarmos. Lindo. Fico muito emocionado com essas coisas que o teatro faz: estreitar a relação humana... Estamos partindo agora para Aracaju.

Vamo que vamo por que a Caravana não pode parar


terça-feira, 19 de abril de 2011

CARAVANA VERMELHA – SERGIPE/ ESTÂNCIA (APRESENTAÇÃO)

Diário de bordo
                                            Atores com a plateia em Estância

    Lotadíssimo a nossa sessão, às 20hs, no Auditório Gonçalo Prado. Foi uma das apresentações mais animadas que nós já tivemos. O público participou do início ao fim da história do Laranja e de tudo mais que falamos sobre os ruivos.  Eram mais de 300 pessoas entre crianças e adultos. Curiosamente só tinham 2 RUIVOS, mas isso já é uma realidade distante em nossas apresentações, não é a toa que só 1% da população mundial é ruiva (assim aparece nos sites especializados). Antes espantamos alguns morceguinhos que queriam assistir a peça de qualquer jeito, afinal de contas a sessão era gratuita. No fim saímos para comemorar no XPTO um restaurante maravilhoso com comidas típicas.
Bem, vou deitar por que amanhã às 8hs partirmos para próxima cidade: Capela.
E a Caravana Vermelha continua...
Fui.


CARAVANA VERMELHA – SERGIPE/CIDADE: ESTÂNCIA

      Diário de bordo
                                                                  Mande Seco
   Partirmos para nossa segunda cidade, Estância, aproximadamente duas horas da cidade anterior Laranjeiras. Claro que durou um pouco mais a viagem por que paramos num bar na estrada, curiosamente ele era todo decorado do time de futebol do Palmeiras, isso mesmo: Palmeiras. Nada de Flamengo, Vasco e nem Corinthians. Tudo verde, 400 metros quadrados com pôster, bandeiras e mascote. Chegamos ao hotel e fomos aproveitar o nosso dia de folga. Passa protetor, pega o boné, coloca a sunga e fomos para a praia. O destino eu já conhecia, Mangue Seco, terra de “Tieta”. Só lembrando que nós estamos em Sergipe, mas a praia das dunas lindas é da Bahia, mas é muuuuito próximo de onde nós estávamos. Ô coisa boa. Obrigado todos os deuses, aquele lugar é único.
Amanhã temos apresentação e depois e depois e assim segue a Caravana Vermelha.

sábado, 16 de abril de 2011

CARAVANA VERMELHA – SERGIPE

CIDADE: LARANJEIRAS



      Chegamos à cidade logo após o almoço, o clima era agradável. Muito bom conhecer essa cidade histórica. Um lugar com várias construções da época do império. Fomos para o clube principal onde tudo já estava arrumado, já que o Goia, nosso operador de som e luz, tinha organizado as coisas na noite anterior. Atrasamos 20 minutos para começar apresentação e valeu muito à pena. Os moradores da cidade vieram prestigiar a nossa primeira apresentação no Nordeste. Muito riso, muitas participações espontâneas da platéia, inclusive um dos membros do MOVIMENTO VERMELHO estava lá. Bem bacana. No fim trocamos idéia com o pessoal e fomos sair para beber e comemorar mais uma apresentação ruiva, a 157. Por fim, fica a saudade de mais uma cidade e a fala de uma menina de uns 12 anos, que veio falar comigo no fim da apresentação: “poxa, Que legal essa peça, hoje foi o primeiro dia que vim ao teatro...” Têm coisas que não tem preço, essa é uma delas.

Até Estância, nossa próxima parada.


terça-feira, 12 de abril de 2011

Alô Sergipe !!

    Acabei de arrumar as malas, estamos a caminho de Sergipe com a nossa Caravana Vermelha. Será nossa primeira apresentação no nordeste. Vamos começar pela cidade de Estância, depois seguimos para Laranjeiras, passamos por Capela e terminamos em Aracaju. Estamos muitos ansiosos para contar a nossa história. Em Aracaju, ultima apresentação desta temporada pelo nordeste, iremos comemorar a marca de 160 apresentações. Para nós é uma grande vitória, já que em 30 de Outubro de 2008, quando estreamos, no Teatro Sérgio Porto, nosso número de  apresentações seria quatro. Agora, vamos completar  160 apresentações em Sergipe.  Falta pouco. Alô Sergipe! Estamos chegando.


Ah! Todo dia irei escrever aqui o nosso diário de bordo. Leia e fique sabendo o que tá acontecendo na nossa turnê.

CALENDÁRIO DE APRESENTAÇÕES


13 - quarta - Laranjeiras
15 - sexta - Estância
16 - sábado - Capela
17 - domingo - Aracaju


terça-feira, 5 de abril de 2011

SERGIPE RUIVO

Igual as outras Caravanas que percorreram  o Rio de janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais essa por Sergipe também vai ter diário de bordo. Diariamente iremos postar tudo que aconteceu durante essa turnê: curiosidades, apresentações, bastidores e tudo que vai acontecer, nas apresentações em Sergipe e Aracaju.

Fique atento, dia 12, a Caravana Vermelha saí para contar essa história pelo Brasil.

Afinal de contas: “O artista tem de ir onde o povo estar.”

Assista e ouça Milton Nascimento.